Como me preparar para trabalhar em uma startup?

Tempo de leitura: 3 minutos

Trabalhar em uma startup é o desejo de muitas pessoas. Fazer parte de uma empresa de crescimento acelerado e com grande incentivo para inovação é um passo interessante para a sua carreira, mas é importante também que você se prepare para isso.

O ambiente pode parecer divertido, mas o trabalho é bem sério, com metas bastante desafiadoras e muita responsabilidade. Aqui estão algumas competências que você precisa desenvolver para se destacar quando quiser trabalhar em uma startup

enjoythecode

Para começar, você precisa estar preparado para o inesperado – e isso não é nenhum paradoxo. Empresas tradicionais já têm processos e procedimentos bem definidos, equipes bem treinadas para repetir aquele mesmo comportamento dia após dia e com mudanças são mais lentas.  E isso é bem diferente do ambiente das startups. 

Além de possíveis pivotagens no negócio, certamente serão testados modos diferentes de trabalhar, processos inovadores, aplicação de boas práticas de mercado (essa dica é muito importante: benchmarking precisa ser parte da rotina!) e até a mobilidade dos cargos faz parte da vida da equipe das startups.

Você não pode se frustrar a cada mudança ou projeto que é cancelado ou acelerado. Se você é um profissional motivado e sem medo de mudanças tem mais chances de se dar bem em uma startup. 

Sua capacidade de tomar decisões poderá ser bastante utilizada no trabalho e ter uma boa dose de inteligência emocional no trabalho é essencial. Essa softskill não estará no seu currículo, mas pode ter mais impacto na sua vida profissional do que algumas habilidades técnicas.

Saber gerenciar o estresse e como se recuperar durante momentos difíceis, saber expressar os sentimentos corretos e como isso afeta seu trabalho é parte do autoconhecimento que precisa desenvolver para conseguir se adaptar bem ao ambiente de uma startup.

Liderança para startup não é só competência para gestores

Além das possibilidades de promoção serem mais constantes em uma startup, acelerando sua carreira, você precisa estar sempre preparado para uma posição de liderança. E isso será bem comum se você trabalhar com squads ou projetos em que a relação entre as pessoas da equipe seja alterada temporariamente.

Se você ainda não conhece o conceito de Pipeline de Liderança, está na hora de saber mais sobre esse modelo! Tudo começa com a liderança de si mesmo e só depois você estará devidamente preparado para liderar outras pessoas. E esse conceito se aplica muito bem no ambiente de startups (aqui está uma palestra que pode ser um bom começo). 

E quando pensamos em trabalhar em startups, a transparência na comunicação também precisa ser parte da preparação. Um ambiente acelerado não tem futuro se as pessoas não conhecem os projetos com clareza, os planos para os próximos passos e qual o papel de cada um. Por isso, feedback deve ser algo que você precisa estar acostumado.

E, se nas empresas tradicionais a maneira mais comum disso acontecer é nas avaliações de desempenho semestrais ou anuais, um modelo que vem sendo muito usado é o de One-on-One, reuniões de feedback individuais de alto nível para que você esteja sempre “na mesma página” que o seu gestor. Todos precisam estar preparados para a conversa e a realização de encontros semanais ou quinzenais traz insights relevantes para todos os envolvidos. 

E uma coisa é importante ter sempre em vista: trabalhar em uma startup exigirá que você tenha atenção no negócio como um todo e no seu próprio desenvolvimento. Aprendizado acelerado e resultados muito recompensadores podem surgir dessa oportunidade. E isso é bem relevante quando buscamos uma empresa que combine com nosso perfil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *